domingo, 13 de julho de 2014

Tapete em overshot

Algum tempo atrás falei sobre a estrutura overshot, na confecção de um cachecol. Gostei tanto da coisa (que novidade), que resolvi usar a padronagem novamente, mas agora na confecção de um tapete. E para tanto, nada como um bom barbante (neste caso, usei tudo o que tinha em casa de Barroco) e fio de malha, em tons de marrom terra, coral e laranja. Mas, antes de tudo, o gráfico:



Esta padronagem é chamada "Orange Peel", ou "pele de laranja", coisa parecida, porque o desenho inteiro (aqui só temos uma amostra), parece uma laranja cortada em quatro, como que descascada; pelo menos, esta foi a idéia da pessoa que criou, ou publicou, este gráfico, muitos anos atrás (Josephine Estes, Miniature Patterns for Hand Weaving, part I, 1956). Por sua vez, a idéia do tapete em overshot tirei de um ebook (livro eletrônico) que comprei no site da Interweave, editora de publicações de tecelagem, americana, que já citei em outros posts. Esta publicação, de Tom Knisely, mostra a receita de um tapete em overshot com esta padronagem, e assim, tudo o que fiz foi adaptar à ideia do barbante com fio de malha. O tapete original está assim, ficando fácil de ver o desenho:

Para fazer meu tapete, usei um pente 2:1. Não é muito adequado para um barbante 6, mas dobrei o número de cabos em cada fenda e liço, e assim, consegui uma urdidura mais compacta. Para a trama, usei os fios de malha nas cores citadas, em faixas. Na verdade, decidi meio na hora que seria assim, e pessoalmente achei que ficou bom, bem vistoso. Um leve acabamento em macramé nas franjas, e pronto. Após a lavagem, o encolhimento deixou a padronagem mais aparente ainda, e um aspecto irregular nas bordas, que gostei muito, pois parece que acompanha o desenho. 




Em breve, à venda na loja!


Nenhum comentário:

Postar um comentário