sexta-feira, 31 de janeiro de 2014

Bolsa de estrelas

Algum tempo atrás publiquei um post sobre uma estrutura chamada crackle weave. O desenho mostrava um padrão de estrelas, e estava sendo feito no tear de 4 quadros.
A idéia original era fazer um caminho de mesa; no entanto, o trabalho estava me tomando mais tempo do que deveria, uma vez que, por um erro de urdidura, eu pulei um fio do desenho. UM em mais de 200... e assim estava consertando o trabalho com uma agulha de tapeçaria e linha, à medida que eu ia fazendo a trama. Deste modo, o tempo simplesmente se arrastava sem haver muito progresso. Resultado: perdi a paciência e resolvi parar bem antes do previsto. Tinha agora um pedaço do tecido em mãos e um problema para resolver: o que fazer com aquilo? Tive entao a ideia de fazer uma bolsa. E assim meio insegura, fui montando o modelo, costurando aqui e ali, um pouco de cola, passanamaria, forro de cetim, alça de corrente...enfim, não é que ficou charmosa?
Com frequência, tenho postado sobre trabalhos originados de erros durante a execução; parece até que acontece toda vez! Bem, ocorre às vezes (rs), mas faço questão de mostrar aqui por duas razões: a primeira é que acho importante ilustrar os erros, pois são fontes de aprendizado; a segunda razão é que muitas vezes (como é o caso aqui) as soluções encontradas sempre me surpreendem no final: mal terminei esta bolsa e ela já está vendida! Eba!

2 comentários:

  1. OI não conhecia este tipo de trabalho, estou te seguindo para acompanhar de perto pois achei muito bonito. Bom final de semana. sisitricot.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Sisi, obrigada! vou te visitar em breve!

      Excluir