quarta-feira, 30 de outubro de 2013

Caminho de estrelas...

Minha nova aventura em tecelagem é um tipo de desenho chamado em inglês "crackle". Esta padronagem tem este nome, que em português pode ser chamado de "rachadura", justamente por apresentar linhas que passam por cima de dois ou mais fios da urdidura em um padrão irregular, e quando olhamos o tecido, temos a impressão de existem várias "rachaduras" que compõem um desenho. Para começar (claro, quanto mais complicado mais eu gosto...), escolhi um gráfico que achei em um site maravilhoso: www.handweaving.net, onde tem de tudo, dos mais simples aos mais complicados, e o que é mais legal, de graça!!! Este foi o que escolhi, lindas estrelas para serem feitas no tear de 4 quadros:
 
Tive que fazer alguns ajustes no desenho original, e acrescentei, entre as "carreiras" que formam o desenho (no gráfico, em branco), "carreiras" de ponto tela, para estabilizar melhor o tecido e definir o padrão. Muitas vezes, o que vemos no gráfico não fica tão bom na realidade, então este truque de alternar carreiras de desenho com ponto tela simples realmente ajuda a melhorar a estética e a estabilidade da trama. Isto aprendi com minhas amigas americanas no Facebook, e nos vários livros de tecelagem que tenho.
 
E aí, após algum tempo sofrendo para montar a urdidura (é preciso seguir fielmente a ordem dos fios ditada pelo gráfico), eis que consegui minhas estrelas, feitas com algodão mercerizado e fio de polipropileno (aquele que imita seda, como Princesinha, Liza, etc):

 
 
Este será um caminho de mesa. Caminho de estrelas prateadas...


quarta-feira, 9 de outubro de 2013

Tapete em malha e barbante (2)

E agora, fotos do resultado. Com relação ao efeito do encolhimento, foi bem menor do que o esperado, praticamente não há diferença significativa de encolhimento entre o barbante e a malha de algodão.  A trama fechou de maneira esperada, com a acomodação do barbante bem feita, o que me deixa contente, uma vez que não há buracos nas partes onde não há malha.
 

 




E para finalizar, trancei as franjas, parcialmente, em um macramé simples, e deixei o resto abrir com a lavagem:



E agora não tenho coragem de vender... rs....

sábado, 5 de outubro de 2013

Tapete em fio de malha e barbante - interlace

E lá vamos nós, na produção de tapetes. Este está sendo feito na tear de pente liço, e estou esperando dimensões finais de 0,50 x 1,70 m, mais ou menos. Minha expectativa cai sobre o efeito do encolhimento entre os materiais que escolhi, desta vez, fio de malha estampado e barbante. Na urdidura, usei barbante colorido nº 8, 6 e 4 (duplo) (era o que eu tinha; preferencialmente, usaria tudo 8), e fiz uma urdidura com fios azul celeste, vermelho e amarelo. Comecei com ponto peruano em azul, e 20 carreiras em azul, amarelo e vermelho.
 
Introduzi o fio de malha, fazendo interlace com barbante das cores escolhidas
 
 
E, deste modo, estou seguindo o trabalho, variando entre as cores do barbante.
 


A idéia aqui é verificar o que acontece depois da lavagem; penso que o barbante vai encolher mais do que o fio de malha, o que vai causar alguns efeitos no trabalho. Assim espero!!!

Como sempre, posto fotos do "depois" em breve!
 

sexta-feira, 4 de outubro de 2013

Panos de copa (2)

Conforme prometido, segue o resultado do pano de copa, já lavado e pronto para usar:



Um toque de macramé nas franjas, e pronto, já tenho um paninho. Resta saber se funciona...