sábado, 19 de janeiro de 2013

Tapete em sisal e algodão



Sempre gostei de trabalhar com o sisal. Fibra dura, ao mesmo tempo maleável, tem seu próprio ritmo, e o tempo me mostrou que não adianta lutar contra sua natureza - ao contrário do algodão, que estica, encolhe, e se dobra às nossas vontades, o sisal tem vontade própria, e não se deixa levar. Mas, quando achamos o ponto certo da trama, esta fibra nos traz uma satisfação única, e gera trabalhos belos e rústicos, como este tapete que acabei para um cliente, feito em um tear de pente liço 80 cm. Para esta peça, aliei a maciez do algodão, na forma de barbante colorido 4/4 (na urdidura), com a firmeza do sisal colorido, em tons de marrom, com uns toques de coral ao longo da trama. Para dar firmeza às laterais, com sisal e agulha de crochê (e muita paciência...já expliquei, o sisal só faz o que quer...), passei o pesponto em ambos os lados. Para completar, franjas torcidas de algodão. Agora, só na torcida para agradar...

Nenhum comentário:

Postar um comentário