domingo, 11 de novembro de 2012

Tapeçaria da vovó...


Uma amiga no Facebook sugeriu esta técnica, tão fácil e tão antiga, de fazer tapetes a partir de retalhos de tecido. Chamada em inglês "rag rug", ou "toothbrush rug", este tipo de manufatura de tapetes artesanais é uma ótima forma de reaproveitamento de trapos ou pedaços de tecido. O nome "toothbrush" (escova de dentes) vem do fato que, antigamente, as escovas de dente tinham um orifício no cabo, para serem penduradas, e então, poderiam ser aproveitadas para trançar o tapete, no lugar de uma agulha de tapeceiro ou sacaria, por exemplo, para trançar os retalhos. No entanto, nada disso é necessário, e  se você quiserm pode utilizar somente as mãos, assim como estou fazendo com esta peça da foto.   Olhando o vídeo, achei que meus fios de malha se encaixariam perfeitamente, e lógico, não deixaria de tentar, e o link é o que se segue. Ao assistí-lo, recomendo que os outros da mesma autora sejam assistidos também, pois são muito interessantes. Duvido que depois disso ninguém queira, ainda por brincadeira, tecer seu tapetinho...

Segue meu "experimento":






quinta-feira, 25 de outubro de 2012

Venda de teares

Olá, pessoal! estou vendendo 3 teares, sendo 2 teares de tricô, e um tear de pente liço 40 cm com cavalete. Estes produtos estão no Mercado Livre, e podem ser comprados via Mercado Pago, que permite pagamentos com cartão de crédito ou boleto bancário. Há ainda a opção de depósito em conta, onde dou 10% de desconto sobre o valor. Aqui vão os links para quem se interessar:

http://produto.mercadolivre.com.br/MLB-445478140-tear-de-pente-lico-40-cm-_JM

http://produto.mercadolivre.com.br/MLB-445002983-tear-de-tric-88-pontos-regulavel-_JM

http://produto.mercadolivre.com.br/MLB-445008373-tear-multiuso-circular-_JM

segunda-feira, 22 de outubro de 2012

Teares Kátia Torba na loja!

Pessoal, quem quiser conhecer e experimentar um tearzinho de tricô fácil de usar e divertido, é só visitar minha loja, clicando no link: http://www.elo7.com.br/juntandolinhasetrapos/teares-katia-torba/al/56341. Estes teares são bastante leves, e servem tanto para confecçao de cordões diversos (teares de dois pinos - Bicho Legal), quanto para a confecção de cachecóis, bolsas, cintos, etc (Teares Torre). Estes últimos tem ainda a vantagem de poderem ser encaixados uns nos outros, fazendo peças maiores para a confecção de mantas, tapetes, etc. Vale a pena conferir!

quinta-feira, 11 de outubro de 2012

Brincando de Tangram


E será que todo mundo lembra do Tangram? aquele quebra-cabeças cheio de figuras geométricas, com os quais podem ser montados figuras de animais, plantas, etc? com um tearzinho de pregos, ou até mesmo de isopor (feito por mim, bem simples), é possível montar várias figuras geométricas, utilizando materiais diversos. No meu caso, que AMO fio de malha, montei figuras bem coloridas, que podem compor jogos americanos, centros de mesa, tapetes... trabalho simples, mas de efeito imediato: é impossível ficar indiferente à alegria das formas geométricas coloridas!

terça-feira, 25 de setembro de 2012

Um pouco de tapeçaria

Os fios de malha que eu havia comprado meses atrás me inspiraram a fazer este centro de mesa, em um tear pequeno de tapeçaria que possuo. A técnica, conhecida entre nós como ponto peruano, é bastante utilizada com tiras de tecido para fazer tapetes. Como tinha vários pedaços, restos de tapetes que fiz, resolvi aproveitar e brincar um pouco, e claro, assim como ocorre com tudo que experimento em tecelagem, amei.  Já está marcada em meu rol de projetos em tecelagem que vou desenvolver em breve, e que estará disponível para venda na minha loja. Esta peça, inclusive, está disponível para venda. Que tal?

quarta-feira, 12 de setembro de 2012

Bazar da Juntando Linhas e Trapos

Pessoal, tenho algumas peças prontas em tear manual, que reuni em um álbum em minha loja (http://www.elo7.com.br/juntandolinhasetrapos/bazar-bacana-pecas-em-tear-manual-a-precos-irresistiveis/al/53E65). São poucas, mas estão em um precinho bacana; ao longo do mês estarei colocando mais peças. Seguem algumas fotos:



segunda-feira, 3 de setembro de 2012

Mudança de planos...

No post anterior, disse que o tecido seria um tapete. No meio do caminho, resolvi mudar de planos, o que envolveria cortar e urdir novamente. E assim o fiz. O pedaço de tecido, já lavado, encolhido, ficou bom o suficiente para uma bolsa, e o desenho já está pronto na cabeça (como sempre). Deste modo, sobrou urdume, que é suficiente para um tapete pequeno. Mudando de planos, consegui dois produtos, e espero ansiosa pelo resultado final.

Esta aqui é minha idéia para a bolsa em questão. Adoro rococós.




Esta é a nova idéia para o tapete. Quero ver o que acontece com as regiões de trama solta quando o tecido for lavado e encolhido.

sábado, 25 de agosto de 2012

Mais um trabalhinho, agora um tapete, feito no tear de pente liço,  de aproximadamente 0,65 m largura, por 1,40 m de comprimento. Para a urdidura, utilizei os fios barbante Barroco multicolor e Barroco Decore, peludinho, além de um pouco de barbante cru; para a trama, somente o barbante cru. Assim que acabado, já vai para venda na loja... quem se habilita?

quinta-feira, 16 de agosto de 2012

Renda Leno e fitas de cetim

Fiz uma bolsa a partir do resto de fios que ficaram no tear quando cortei o caminho de mesa do post anterior. Usando na trama uma linha na cor cru, intercalei, entre seções de ponto tela, um desenho conhecido como renda Leno, onde com a ajuda dos dedos cruzamos um fio da urdidura sobre o fio ao lado enquanto passamos a navete. O resultado é uma trama vazada:

Com a agulha de crochê e a linha utilizada no trabalho, fiz um acabamento em ponto correntinha em toda a volta. Terminei o tecido, e decidi fazer uma bolsinha, que pudesse ter estas florzinhas de fita de cetim, e o resultado segue abaixo. Um pouco de ponto russo, um pouco de passanamaria, e a bolsa está terminada, esperando a próxima estação do ano!


terça-feira, 24 de julho de 2012

Caminho de mesa em ocre, verde e bege

Este caminho de mesa foi feito com a técnica de pickup, já citada em outro post. Assim, levantando alguns fios em determinadas duites, podemos criar padronagens diferentes. Ao combinarmos cores e técnicas de tecelagem, temos resultados surpreendentes e deliciosos!


quarta-feira, 11 de julho de 2012

Bolsa em tear de pente liço

E aquele tecido de fato virou uma bolsa... para a tampa, deixei a parte da renda espanhola, e também franjas, que enfeitei com contas de acrílico. Para o forro, utilizei cetim dourado, e coloquei uma alça curta de couro sintético marrom.

quarta-feira, 4 de julho de 2012

Tecido em ouro velho e dourado

Enquanto espero meus novos rolos de fio de malha (sim, agora enquanto não tiver todos, não sossego - já tenho até encomenda de tapete), resolvi fazer um tecido para uma bolsa. Coloquei na urdidura, Camila Fashion, linha de algodão cujo fio apresenta várias tonalidades juntas, neste caso usei marrom/caramelo/ocre/terra; para a trama, usei uma linha da Aslan que acho que já não é fabricada, a Samba, algodão/viscose, com umas irregularidades. A princípio, seria isso até o final, até eu achar que precisava dar um toque diferente. Procurando entre meus infinitos rolos, achei um fio que comprei na Mega do ano passado, o Lumiere Gala da Estilotex, na cor dourada. Este fio é uma fita, na verdade, e coloquei no tear para ver o resultado. Pessoalmente, achei lindo o brilho da fita contrastando com a linha ouro velho, e assim fiz algumas carreiras. Para finalizar, resolvi fazer um desenho que em inglês é chamado Spanish lace (renda espanhola), que bem parece curvas gregas, ou coisa parecida.  Ficou chique, e acho que a bolsa vai ficar linda...

Mega Artesanal - eu fui!!!!!




E, claro, não podia passar por aqui sem comentar: Mega Artesanal 2012, ótima!!! Claro, nem preciso dizer que 2012 foi o ano do patchwork na feira, que contou com inúmeros stands com tecidos, projetos, material para corte, etc... minha prima se esbaldou. Já o pessoal das linhas e lãs... hum... pareceu boicote...sem Línea Italia, Círculo e outras marcas, fui me consolar dentro do Rei do Armarinho, e uau, delícia! totalmente no meu elemento. Agora, o que adorei mais, foi que passando pelo stand da Vitrine do Artesanato, simplesmente encontrei a mega simpática Marcia Ester, mostrando como usar o tear de pregos circular para fazer flores, e é claro, como boa tiete, tirei foto e tive meu DVD dela autografado! amei! E como se não bastasse, um pouquinho mais tarde, quem encontro no mesmo stand? a rainha do tricô Claudia Maria... lógico, outra foto. Foi demais para mim, que admiro estas artesãs, assisto suas aulas, adoro simplesmente. Seguem alguns clicks deste dia maravilhoso!

sábado, 23 de junho de 2012

Tapete pequeno em fio de malha

Vi fios de malha em rolo para vender na Internet, de uma marca que não conhecia até então (Tear Nobre). Achei o máximo as gamas de cores oferecidas, e acabei comprando alguns rolos. Mais de um mês depois, resolvi usá-los, fazendo este tapetinho, com barbante colorido como urdidura, e os tais fios na trama. Tecendo, achei legal tentar algo diferente, como tecer formas geométricas aleatórias, usando os fios de cores diferentes. O resultado foi este que vcs estão vendo, e que vai adornar algum canto da minha casa com certeza, de tanto que gostei. E mais, foi muito rápido de fazer: em dois dias já tinha a peça pronta. Um pouquinho de macramé nas franjas, e cá está. Um projetinho rápido e com resultado bem bacana.

domingo, 17 de junho de 2012

Novo cachecol masculino


E este aqui é o cachecol que fiz para meu filho. Demorei, mas aqui está - espero que ele goste! Desta vez, usei acrílico azul e um fio mais grosso de algodão, chamado Cores da Purafibra, em cinza claro. É um fio diferente, que ao invés de ser arredondado, é achatado,  e muito bom de usar, recomendo.

E a revista saiu!

E agora, está nas bancas, mesmo! o Guia Básico do Tear Manual n° 8, quentinho do forno, cheio de peças diferentes. As minhas estão neste álbum no Facebook:
 
Passe lá para conferir! e aproveite para curtir minha página!

sábado, 2 de junho de 2012

Mural da Vila do Artesão

E não é que recebi outra ótima notícia? uma peça minha está no Mural da Vila do Artesão, da maravilhosa Cris Turek. O cachecol é peça única, e quem se interessar, é só entrar em contato!
http://www.viladoartesao.com.br/blog/2012/06/mural-da-vila-para-o-dia-dos-namorados/#more-23473

A Vila do Artesão é um espaço maravilhoso, totalmente voltado para a divulgação do artesanato brasileiro. Quer conhecer mais? visite: http://www.viladoartesao.com.br/

Pequenas vitórias, grandes alegrias

A  primeira publicação a gente nunca esquece...logo nas bancas, Guia Básico do Tear Manual, revista na qual tive a honra de participar com três peças, juntamente com as mega-blaster-talentosas Kátia Torba, Analu Ballestero, Gisa Demartini Máximo e Telma Uehara.

domingo, 6 de maio de 2012

Cachecol masculino


Fiz este cachecol para meu marido, com fios de algodão, e fio boucle em vários tons, no mesmo fio, em trama simples no tear de pente liço. Muito rápido e gostoso de fazer, além de um resultado visual muito agradável.

Tecido pronto!

Tecido pronto para ser utilizado. Talvez uma bolsa bem colorida, que contraste com os tons mais escuros, tradicionais do inverno. Qual é a sua sugestão?

terça-feira, 27 de março de 2012

Pôr-do-sol de outono


O primeiro pôr-do-sol do outono trouxe estas cores. Naquele fim de tarde, o céu tinha um tom  vermelho intenso do sol, mesclado com o laranja e amarelo, que ainda tinha pedaços de céu azul e nuvens cinza-claro para complementar. Quis tentar tecer com estes tons, brincando com o o vermelho, o laranja e o amarelo na urdidura, com leves toques de azul claro. Para a trama, escolhi linhas de algodão em azul claro e cinza-claro, e assim, compus minha versão do céu de outono.

domingo, 25 de março de 2012

Centro de mesa em tear de pente liço


Esta peça era para ser, na verdade, um caminho de mesa, de mais ou menos 1,80m; medi os cabos de maneira errada, e entre erros e acertos, acabei obtendo este centro de mesa de aprox. 60 cm comprimento. Um fracasso, se não fosse pelo belo desenho feito pela urdidura, entremeada por um fio bouclê azul escuro. Acabei adorando o trabalho, que ainda ganhou franjas na forma de tranças. Aí está, enfeitando minha sala de jantar!

terça-feira, 20 de março de 2012

Verão e inverno (Summer and winter)

Este tipo de padronagem mostra um desenho qualquer, que no direito do trabalho se mostra de uma cor, e no avesso, outra. É comumente feito em teares de pedal, com efeitos muito interessantes. Descobri que também é possível realizar este trabalho no tear de pente liço - com um pouco de trabalho e três réguas ou navetes, é possível produzir desenhos variados, que no avesso vão apresentar seu "negativo", por assim dizer. O livro de Betty Lynn Davenport, "Textures and patterns for the rigid heddle loom" ( texturas e padronagens para o tear de pente liço), mostra como. E assim, tentando seguir as instruções, cheguei nesta amostra, que agora compartilho com vcs. De fato, é possível perceber  o "negativo" do desenho. A foto de cima mostra o direito, e a foto de baixo, o avesso.

domingo, 11 de março de 2012

Case para óculos de sol

Este é uma capa para óculos de sol, encomendada por uma amiga minha. No post anterior, mostrei como o tecido estava sendo executado. Aqui, mostro o trabalho completo, que ganhou tricoline no interior, viés de algodão nas extremidades, e várias aplicações de tecido, além de alguns botões de scrapbooking (que eu adoro), e fecho de velcro.

sexta-feira, 9 de março de 2012

Algumas listras...

Estou fazendo uma peça simples para uma amiga, que deseja uma capa para seus óculos de sol. Para o desenho, escolhi fazer listras, de maneira irregular, para dar um toque despojado ao tecido, que vai ganhar ainda botões e algumas outras aplicações. Ponto tela, simples e fácil - passe a navete normalmente, só que ao invés de ir para o outro lado totalmente, pare em qualquer ponto do caminho e volte. Faça isso sem muita métrica, apenas se deixe levar pelo formar de listras, figuras indefinidas - uma técnica simples e de fácil realização.

terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

Urdidura pintada à mão (2)

Este delicado xale é a mais nova peça de Heather Banham, que novamente nos deleita com a delicadeza da  urdidura pintada à mão. Uma idéia simples, mas que faz toda a diferença.

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

Echarpe "très chic"

Vejam que echarpe divina, feita pela artesã Isabel Ballstaedt: na urdidura, ela colocou fitas, fios de seda shantung e retalhos de seda pura, pintadas à mão por ela. A trama foi feita com shantung. O resultado  foi uma peça belíssima, um deleite aos olhos, que com a gentil permissão da criadora, posto aqui. Um brinde à criatividade e ao bom gosto! Quer conhecer mais da Isabel? acesse o grupo Têxtil Artesanal do Brasil no Facebook, e veja o que ela e outros profissionais talentosos estão fazendo!

Gráfico do jogo americano (surpresas agradáveis)

Este post traz, para quem quiser ver a surpresinha no avesso (rs), o gráfico da padronagem que utilizei no jogo americano do último post, bem como explicações básicas para a confecção do mesmo. Mude as cores, e veja o que resulta: eu mesma vou repetir a dose, com linhas e cores diferentes, tudo para ver o que "o avesso me traz"!. Bom, aí vai. Divirtam-se, e não deixem de me mandar as fotos!!!

Vou começar dando explicações rápidas para aqueles que tem dificuldade (assim como eu, juro) em entender um gráfico como este. A parte superior representa a urdidura, enquanto que a coluna do lado direito representa a trama. A leitura deve ocorrer no sentido das setas, ou seja, da direita para a esquerda e de cima para baixo. Comecemos da urdidura: o gráfico mostra que a ordem das linhas deve ser esta: bege, verde, vermelho, verde, repete. E também deve começar de uma fenda do pente: as letrinhas h e s no canto superior direito significam hole (buraco em inglês) e slot (fenda). Como sabemos que o pente liço é formado por fendas e buracos, fica agora fácil entender a sequência da urdidura. Claro, vcs podem mudar estas cores à vontade. Um pouco mais abaixo estão números (1, 2 e 3), que representam a posição do pente ( 1 - pente embaixo, e 2 - pente em cima). A posição 3 refere-se a determinados fios da urdidura que serão levantados durante a execução, e para isso, é preciso uma régua ou uma navete compridas o suficiente para passar por todas os fios necessários. No caso acima, precisamos de uma régua/navete que levante os fios bege somente. Para tanto, deslizamos a régua por baixo destes e a empurramos bem perto do rolo traseiro do tear. Deste modo, ela pode ficar aí por todo o tempo, sem atrapalhar, somente sendo acionada quando necessário. Agora, estamos prontos para começar a trama. Para isso, são necessárias duas navetes, no caso uma com linha verde e outra com linha bege. O gráfico mostra que a primeira "carreira" deve ser feita com linha verde, a 2a. com a linha bege, e assim, alternadamente, por todo o trabalho. Vamos lá: de acordo com o desenho, a 1a. carreira deve ser de linha verde, passando por baixo dos fios bege e por cima dos outros. Para isso, a posição do pente deve ser embaixo, para abaixar os fios dos buracos; esta posição deixa então os fios das fendas, no caso bege e vermelho, para cima. Mas queremos somente os fios bege, e assim, acionaremos nossa régua, aquela que ficou em espera: puxamos a regua para a frente, e a viramos, colocando-a "em pé"; deste modo, abaixamos também os fios vermelhos. Feita a cala, passamos a navete, ajeitando o fio, colocamos a regua em posição "deitada" novamente, e a empurramos para trás. Batemos o fio com o pente, e o colocamos em cima. A 2a. carreira diz que devemos passar o fio bege por baixo dos fios verdes e por cima dos outros. Como somente os buracos apresentam fios verdes, é só colocar o pente na posição 2 (em cima) e passar a navete. Bata o pente, e passe para baixo. Agora tem um truque, pois a 3a. carreira diz que o fio verde deve passar por baixo dos vermelhos e por cima dos outros. A régua que temos em espera está por baixo dos fios bege, e assim não pode ser usada aqui. Para não tirá-la do lugar, vamos usar uma segunda régua/navete, que passe por debaixo dos vermelhos e por cima dos outros. Ao contrário da outra, esta régua não tem como ficar em espera, sendo colocada e retirada toda a vez que os fios vermelhos precisarem ser erguidos. Com o pente embaixo, então, coloque a régua "em pé", subindo os fios vermelhos; passe a navete e retire a régua, bata o pente e o coloque na posição "em cima". A 4a. carreira é igual à 2a., e assim é só passar a navete com o fio bege e bater o pente. Daqui para a frente, repetir a partir da 1a. carreira. Sei que parece confuso, e dá trabalho, eu sei, mas quando acabar, vcs acharão que valeu a pena. Tudo é uma questão de treino e paciência: o resultado vem da insistência! E por favor, espero os resultados!

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2012

Surpresas agradáveis

Estas fotos são de uma peça que terminei hoje, usando uma padronagem que montei no Pixeloom. Fiz a peça, como sempre preocupada com o direito do trabalho, procurando não errar a sequencia montada, que envolve duas réguas para levantar fios diferentes em momentos diferentes (pickup). Qual não foi minha surpresa ao retirar o trabalho do tear, e descobrir, para meu grande prazer, que o avesso é tão ou mais bonito do que o direito. Fiquei tão encantada que não consegui decidir qual será o direito do trabalho de fato; penso que a peça, no caso um jogo americano pequeno, poderá ser dupla face. È engraçado como a tecelagem nos traz pequenas supresas, mas tão deliciosas que não cansamos de olhar. Deixo aqui para vocês fotos e espero que vocês se deliciem comigo!

À esquerda: direito do trabalho            À direita: avesso do trabalho


quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

Reciclando... (2)

Outra idéia ótima, que envolve criatividade e reciclagem, veio da Cris Kaspar, da Cheiro de Chuva artesanato. Um tapete feito com fitas métricas, organizadas em uma trama peculiar e original. Quer conhecer mais da Cris? acesse o link na minha lista de blogs inspiradores!

segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

Reciclando...



Aproveitando o assunto anterior, mostro aqui como as velhas sacolas de supermercado ou lojas podem virar bolsas cheias de charme. Joyce Brisebois, do grupo Rigid Heddle Weaving no Facebook, cria bolsas a partir de sacolas já há alguns anos. Com cuidado, Joyce corta as sacolas em tiras, que são utilizadas em variadas tramas. Quer saber mais? acesse http://www.rigidheddleweaving.com/, e tenha acesso a projetos, vídeos, artigos, muítíssimo instrutivos e o principal, de graça!

domingo, 29 de janeiro de 2012

Reciclagem - grande idéia para tecelagem!

Vivemos tempos de reciclagem. E no artesanato, reciclar é parte viva de (re)criar peças únicas. Hoje trago aqui o trabalho maravilhoso do artesão Alexandre Heberte, com fitas VHS. Esta peça foi executada em um tear de pedal - há de se observar o brilho maravilhoso e a perfeição do trabalho do artista. Idéia excelente!

sábado, 28 de janeiro de 2012

Urdidura pintada à mão - uma ótima idéia!

A tecelagem em tear de pente liço pode trazer surpresas bastante agradáveis, quando manipulamos a urdidura ( fios que passam pelo pente). É comum utilizarmos fios diferentes, cores diferentes, que conjuntamente à  trama (fios que vão passar por cima e por baixo da urdidura, constituindo o tecido), constroem uma padronagem que pode ser modificada à gosto. Outra maneira de mudar o ponto tela é submetendo a urdidura à pintura com tintas para tecido. Tal técnica pode originar verdadeiros quadros, que vão desde figuras definidas, como paisagens e flores, por exemplo, quanto figuras abstratas que muito agradam aos olhos. Hoje eu trago aqui fotos do trabalho executado por Claire e Heather, filha e mãe respectivamente, que juntas trabalharam neste tapete feito com fios de algodão. Claire montou a urdidura e teceu a peça, enquanto que Heather pintou esta linda figura de flores. O resultado? um tapete lindo, que bem poderia ser uma peça para ser colocada na parede de um ambiente em casa. Confiram! Em tempo: Claire e Heather são membros do grupo de tear de pente liço no Facebook, ao qual pertenço (https://www.facebook.com/#!/groups/173833412636532/photos/). Estão todos convidados a participar e admirar os trabalhos. Dos mais simples aos mais complexos, todos são muitíssimo bem aceitos por Joyce e Katie, administradoras do grupo. Venham participar!